A ortodontia

A ortodontia é a especialidade da odontologia que previne e trata problemas relacionados ao crescimento, desenvolvimento e amadurecimento dos ossos da face, dos arcos dentários e da oclusão (fechamento) bucal.

A especialidade pode ser dividida em fixa e removível e, é uma área que, devido ao avanço da tecnologia, passa por constantes melhoramentos: novos materiais e novos tipos de aparelhos ortodônticos surgem para trazer mais conforto e agilidade nos tratamentos.

Há muitas clínicas de ortodontia em Porto Alegre. Visitar os locais é uma boa medida para conhecer melhor o ambiente e o profissional que irá cuidar de seu caso.

Quais são os principais problemas ortodônticos?

Infelizmente, os problemas ortodônticos podem ter origem hereditária, ou seja, podem ser passados de pais para os filhos, pois estes estão intimamente atrelados ao tamanho dos ossos faciais e a formação e desenvolvimento dos dentes.

Entretanto, há problemas que surgem por causa do uso prolongado de chupeta (ou dedos), por alguns problemas respiratórios, perda de dentes, dores na ATM (articulação têmporo-mandibular), mordidas inadequadas, acidentes que resultem em traumatismos, etc.

Antigamente, os tratamentos ortodônticos eram sempre realizados com mais sucesso em crianças. Porém, com o avanço da tecnologia e as constantes atualizações dos métodos ortodônticos, os adultos já podem contar com processos terapêuticos que beneficiam os indivíduos independentemente de suas idades.

Outro ponto importante é que a preocupação não só com a eficácia do tratamento, mas também com a estética dos aparelhos, foi ouvida e hoje é possível utilizar materiais exclusivos para confeccionar os aparelhos.

É importante que a qualquer desconforto o paciente deve procurar um ortodontista para que este possa avaliar e fechar um diagnóstico do incômodo e, se necessário, traçar um tratamento para sua correção, escolhendo entre os métodos e materiais que mais atendem suas necessidades.

A idade correta para a primeira avaliação ortodôntica

Desde o nascimento dos primeiros dentes de leite, a criança deve visitar um dentista regularmente. É a partir dos 7 anos, aproximadamente, quando os dentes de leite dão lugar aos primeiros dentes permanentes, que a primeira avaliação ortodôntica deverá ser realizada.

Desta maneira, quaisquer alterações que a criança possa apresentar poderão ser detectadas a tempo de serem corrigidas com maior eficácia.

Caso os dentes permanentes estejam se desenvolvendo de maneira satisfatória e dentro do esperado, a criança deverá ser avaliada novamente em um outro momento determinado pelo profissional.

Entretanto, se algum problema for detectado já nessa idade, é provável que o profissional indique um tratamento interceptativo.

Esse tipo de tratamento é utilizado quando os resultados esperados não seriam possíveis de serem alcançados depois que os ossos da face estivessem totalmente desenvolvidos.

O tratamento interceptativo tem também como finalidade facilitar a aplicação de uma segunda fase de tratamento, caso esta seja necessária. Em suma, os benefícios da aplicação deste tratamento são:

Facilitar a eliminação de hábitos nocivos como o uso de chupetas ou crianças que sugam um ou mais dedos;

Facilitar que a fala seja desenvolvida de maneira correta e normal;

Indicar problemas respiratórios que possam estar associados ao crescimento inadequado da face;

Evitar a perda ou fratura de dentes projetados excessivamente;

Facilitar a mastigação e a deglutição oriunda da mordida correta;

No caso de pacientes adolescentes e adultos, melhorar a autoestima.

O tempo ideal de duração de um tratamento ortodôntico

O tempo de duração do tratamento ortodôntico varia de acordo com a gravidade dos problemas na face e nos dentes.

Em linhas gerais, um tratamento ortodôntico tem a duração de 18 a 36 meses. Porém, é preciso ressaltar que cada caso é um caso: alguns tratamentos podem ser concluídos antes do prazo determinado pelo ortodontista, enquanto que outros podem demorar mais.

A participação e cooperação do paciente é muito importante na eficácia do tratamento ortodôntico.

É necessário que o paciente compreenda a importância de realizar os procedimentos orientados pelo profissional e, no caso de aparelhos móveis, utilizá-lo pelo tempo necessário para que os resultados sejam alcançados.

Além disso, a higiene dos dentes passa a ser mais importante ainda, pois a falta da limpeza correta pode levar a outros problemas que poderão afetar a eficiência e o tempo de duração do tratamento.

Ortodontia em Porto Alegre, onde encontrar

Ao procurar um profissional de ortodontia em Porto Alegre, certifique-se de conferir o registro do profissional. Somente um ortodontista registrado no conselho regional local poderá fechar o diagnóstico e analisar a necessidade de um aparelho ortodôntico.

Além disso, procure saber a qualificação do ortodontista: se possível, converse com outros clientes e pergunte sobre a eficácia de seus tratamentos. Perguntar sobre o atendimento também é válido.

Na primeira consulta, tire todas as suas dúvidas quanto aos procedimentos que serão utilizados, os exames que serão realizados e o tipo de tratamento mais indicado para o seu caso.

O bom profissional é aquele que, além de ser competente, compreende as expectativas de seus pacientes.

Boa sorte!